COOPJOVEM


coopjovem2

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

O COOPJOVEM, gerido pela CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social, é um programa de apoio ao empreendedorismo cooperativo, destinado a apoiar jovens no desenvolvimento de uma ideia de negócio, facilitando a criação do próprio emprego aliando, a este propósito, o desenvolvimento de uma cultura solidária e de cooperação.
A medida COOPJOVEM constitui-se como uma das medidas do Plano Nacional de Implementação de uma Garantia para a Juventude.

A quem se destina?


Jovens detentores de uma ideia de negócio (qualquer ideia, em qualquer área), com potencial de crescimento, sustentável e que possa ser concretizada através da criação de uma cooperativa (entre três e nove cooperadores), ou através da criação de uma nova secção em cooperativas agrícolas já existentes (com o máximo de dez trabalhadores).

Requisitos


  • Condição de Jovem NEET (não trabalham, não estudam e não se encontram em formação)
  • Idade: 18 aos 29 anos (inclusive)
  • Residência: Portugal Continental
  • Habilitações literárias mínimas: Nível de Qualificação II (9.º ano de escolaridade ou formação equivalente)

    Nota: As equipas promotoras dos projetos podem integrar outros elementos que não satisfaçam os requisitos de idade, habilitações literárias e condição de NEET, desde que a equipa seja maioritariamente composta por jovens NEET.

Que apoios são concedidos pelo COOPJOVEM?


  • Bolsa COOPJOVEM: a bolsa destina-se a apoiar os jovens durante o desenvolvimento do projeto. É concedida por um período até seis meses e são atribuídas no máximo nove bolsas por projeto.
  • Apoio técnico: o apoio técnico consiste em sessões de mentoria, formação em diferentes áreas temáticas e acompanhamento no desenvolvimento da ideia de negócio e construção do projeto.
  • Linha de crédito MICROINVEST: linha de crédito bonificada e garantida, destinada a apoiar a concretização de projetos, com um limite de financiamento máximo de 20.000€.
  • Apoio à criação e instalação da cooperativa: apoio financeiro, não reembolsável, para a criação e instalação da cooperativa, até 15.000€. Este montante tem como objetivo apoiar a implementação dos projetos que sejam económica e financeiramente viáveis.

Bolsa COOPJOVEM


  • Definida em função do nível de qualificação dos jovens e calculada tendo por base o IAS – Indexante dos Apoios Sociais:
    • 1,65  IAS —  jovens com o nível 6 ou superior de qualificação (licenciatura/superior) — 695,18€;
    • 1,30 IAS —  jovens com nível 3, 4 ou 5 de qualificação (ensino secundário completo ou formação equivalente) — 547,72€;
    • 1 IAS —  jovens com, pelo menos, o nível 2 de qualificação (9.º ano de escolaridade ou formação equivalente) — 421,32€.

Como funciona o COOPJOVEM?


Para aceder ao Programa, os jovens devem submeter candidatura através de formulário próprio. Serão selecionadas para a 1.ª fase as candidaturas que cumprirem os requisitos de elegibilidade definidos e correto preenchimento dos documentos de candidatura.
  • 1.º fase: Com uma duração de dois meses, tem como objetivo desenvolver a ideia de negócio e contempla a atribuição de bolsa e apoio técnico. No final da 1.ª fase, os jovens terão de submeter relatório de progresso. Os projetos validados poderão iniciar a 2ª fase.
  • 2.ª fase: Tem como objetivo a estruturação do projeto e contempla a atribuição adicional de quatro meses de bolsa e apoio técnico. No final da 2.ª fase, a equipa terá que submeter o plano de negócios, a memória descritiva do projeto e outros documentos/elementos exigidos pelo regulamento. Os jovens poderão optar por recorrer à linha de crédito MicroInvest, financiamento que deverá ser solicitado previamente à constituição da cooperativa. Os projetos validados no final da 2.ª fase poderão aceder à 3.ª fase e última do programa COOPJOVEM.
  • 3.ª fase: Com uma duração de seis meses, consiste no apoio à criação e instalação da cooperativa. O grande objetivo desta última fase do Programa é auxiliar os jovens na criação e implementação do projeto cooperativo, financiando o arranque da atividade (apoio financeiro, até 15 mil euros, e apoio técnico).

Perguntas Frequentes


Consulte aqui as FAQ’s
Questões adicionais deverão ser enviadas para coopjovem@cases.pt

Candidaturas


1.ª fase de candidaturas de 21 de outubro a 21 de dezembro. (Encerrada)
2.ª fase de candidaturas de 22 de dezembro a 28 de fevereiro.

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

Exemplos de Projetos ( 1.ª Edição)


  • CoopCASA – Cooperativa para a Ação Social e Artística, CRL

A CoopCASA – Cooperativa para a Ação Social e Artística é uma cooperativa cultural sem fins lucrativos, fundada a 20 de Janeiro de 2014 em Caldas da Rainha. O projeto cooperativo nasce pelas mãos de jovens artistas, designers e agentes culturais, oriundos(as) e/ou estudantes nessa cidade, com o objetivo central de criar um espaço comum para a criação e fruição artística e desenvolvimento de projetos de cariz social e cultural. A CoopCASA vem posteriormente a habitar a Casa dos Artistas de Caldas da Rainha, espaço que é gerido comunitariamente pelos membros da cooperativa. Paralelamente a cooperativa está ainda a desenvolver projetos de promoção da cidadania ativa e potencialização da economia local.

Mais informação em:

Site: http://www.coopcasa.wordpress.com

Facebook: http://www.facebook.com/coopcasapt

 

  • Cooperativa Rupestris

A Rupestris é uma Cooperativa Agrícola e multissectorial, fundada em 2014 e que tem como principal objetivo promover o Património Natural Português. Atividades principais: Realização visitas guiadas turísticas, educacionais e formativas a um dos maiores Jardins Botânicos da Europa, o JBUTAD; Propagação vegetal de plantas, maioritariamente silvestres e autóctones de Portugal/Mediterrâneo; Projeção e realização “Espaços Verdes/Coleções Botânicas” com história, contexto e responsabilidade ecológica e de baixa exigência ambiental; Realização de passeios culturais e científicos com o objetivo de reconhecer, perceber e respeitar toda a diversidade de seres vivos e habitats presentes na Natureza em Portugal; organização de eventos culturais, pedagógicos e/ou científicos onde a partilha de informação, a Natureza e o convívio são os protagonistas.

Mais informação em:

Email: rupestris.coop@gmail.com

 

  • GEOBAGA – Cooperativa Agrícola, CRL

Prosseguindo com o projeto inicial da cooperativa, com o intuito de aumentar a sua dimensão, com a entrada de novos cooperadores e  incremento do seu volume de negócios, verificou-se a oportunidade e necessidade de criar uma secção de serviços, que consiste numa das atividades necessárias e até preponderantes no desenvolvimento do seu objetivo, de proporcionar aos cooperadores o acesso ao maior número de vantagens, assim como para munir a cooperativa de recursos apropriados para ir ao encontro das necessidades da comunidade, o que se visa conseguir através da criação da secção dedicada a desenvolver serviços e projetos agrícolas, agregando novos cooperadores, além de, dando maior dimensão à atividade de serviços, criar condições para agregar maior número de postos de trabalho permanentes, para uma atividade com grande disponibilidade de mão-de-obra na região, criando assim condições para um crescimento sustentado e socialmente útil da cooperativa.

Mais informação em:

Site: www.geobaga.pt

 

  • H! Social, CRL – Centro de Respostas Sociais

A HOPE! Respostas Sociais é cooperativa de solidariedade social que intervém na saúde global e inclusão social das pessoas e desenvolve como eixo prioritário uma resposta integrada e específica à pessoa com demência, sua família e cuidadores, investindo na maximização da sua qualidade de vida, autonomia e independência no seu próprio domicílio, pelo máximo de tempo possível e em segurança.
Fá-lo, por um lado, através da prestação direta de cuidados especializados, do desenvolvimento de programas individualizados de acompanhamento e de suporte a pessoas com demência e cuidadores e de planos de formação dirigidos a cuidadores familiares e profissionais; e, por outro, através da promoção da inclusão social e combate ao estigma social associado à demência, desenvolvendo projetos de intervenção comunitária que favoreçam a participação e inclusão de pessoas com demência e seus cuidadores e a informação e consciencialização da comunidade em geral.

Mais informação em:

Morada: Rua José Espregueira 4900-459 Nº71 Viana do Castelo

Telefone: 912263610

Email: geral@hope.pt

Site: www.hope.pt

Facebook: hope.respostasociais

 

  • RPEQOOP – Cooperativa de Recuperação de Património Edificado, CRL

É uma plataforma pluridisciplinar de trabalho cooperativo e rede de sinergias que actua e desenvolve a sua intervenção nos domínios da Recuperação de Património Edificado e Reabilitação Urbana, Arquitectura, Design e Engenharia.
A Cooperativa de Recuperação de Património Edificado emerge da consciência colectiva dos seus fundadores e parceiros das necessidades prementes de uma cultura sustentada e da pertinência do pensamento urbano da cidade contemporânea e as suas relações com o património edificado e os seus processos de recuperação e reabilitação.
Assume como princípios estruturais a valorização do património arquitectónico, cultural, económico e social, as práticas sustentáveis e inclusivas, desenvolvendo soluções integradas e personalizadas com orientação para a procura constante dos padrões de excelência.

Mais informação em:

Site: www.rpeqoop.info

Concurso Público


Consulta das peças do concurso

(Prazo para apresentação de candidaturas terminado)

Designação do serviço da entidade adjudicante onde se encontram disponíveis as peças do concurso para consulta dos interessados: DJAQ e DEIS
Endereço desse serviço: Rua Américo Durão, n.º 12-A, Olaias
Código postal: 1900 064
Localidade: Lisboa
Telefone: 00351 213878046
Fax: 00351 213858823
Endereço Eletrónico: coopjovem@cases.pt

Meio eletrónico de fornecimento das peças do concurso e de apresentação das propostas

Plataforma eletrónica utilizada pela entidade adjudicante
Academia de Informática (http://www.acingov.pt/acingov/)
Link de contexto: www.acingov.pt