Casa António Sérgio


Uma ideia repetida sob as mais diversas formas é a de que para que se construa um futuro haverá que conhecer muito bem o passado.
O futuro da CASES será sempre criado a partir do passado, seja este o da teoria da economia social ou do cooperativismo e associativismo do século XIX, e no caso das Misericórdias de cinco séculos ainda mais atrás, seja o das concretizações práticas associativas de muitos milhares de cidadãos ao longo da história de vida em comunidade.
Por isso, a CASES tem procurado investir na recuperação do espólio de António Sérgio e dos seus discípulos, procurando dar a conhecê-lo aos seus funcionários e colaboradores, mas também ao público em geral.
Na mesma linha irá procurar revitalizar o espaço de colóquios e tertúlias, assim como a biblioteca, que a Casa António Sérgio pode ser e é.
No sítio da CASES, em particular, na Biblioteca Digital, está já disponível grande parte do acervo da Biblioteca pessoal de António Sérgio e, durante o Ano Internacional das Cooperativas, 2012, fizemos publicar livros sobre o veículo de divulgação do cooperativismo que foi o Boletim Cooperativista, idealizado e concretizado por António Sérgio e uma pequena equipa de jovens entusiastas.
Divulgamos agora três novos projetos, em desenvolvimento, que a renovada equipa de serviço à Casa António Sérgio tem em diferentes fases de concretização:
  • o tratamento do arquivo pessoal de António Sérgio. O Espólio Documental de António Sérgio possui documentação produzida por si, recebida e colecionada, ao longo da sua vida. Nele encontra-se o mais variado tipo de documentos desde cartas, exposições, preparação de artigos (para impressão e para apresentação oral), dicionários manuscritos, traduções de obras estrangeiras para português, postais, recortes de jornais, fotografias etc. Estão já tratadas 11 das 21 caixas de documentos desse espólio;
  • a preparação para disponibilização pública da Biblioteca de Fernando Ferreira da Costa, um dos jovens que acompanhou Sérgio no Boletim Cooperativista, e que foi o primeiro Presidente do Instituto António Sérgio, organismo que antecedeu a CASES. A sua biblioteca foi confiada à CASES após a sua morte pelos familiares;
  • a preparação de uma intervenção pública no Congresso de Arquivos da Sociedade Civil, que terá lugar em Janeiro de 2015, em Lisboa, organizado pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade de Lisboa.
A Biblioteca encontra-se aberta todos os dias úteis, das 10:00 às 13:00, e das 14:00 às 17:30.
Morada: Travessa Moinho de Vento (à Lapa), 4; 1200-728 Lisboa
telefone: (+351) 213 955 118
e-mail: casa.antserg@cases.pt
Para se deslocar à Biblioteca da CASES pode recorrer aos seguintes transportes públicos:
Autocarros:
  • 720, 738 :: Av. Infante Santo
  • 773 :: R. Buenos Aires
Elétrico:
  • 25 :: R. Buenos Aires

Leave a comment